Série: Sistêmica Corrupção agride o Mercado Imobiliário - 5ª Matéria: II - Venda por fora através da aproximação entre as partes

Blog Miguez

Série: Sistêmica Corrupção agride o Mercado Imobiliário - 5ª Matéria: II - Venda por fora através da aproximação entre as partes

Esplendor 17/10/2017 Compartilhar

II - VENDA POR FORA ATRAVÉS DA APROXIMAÇÃO ENTRE AS PARTES

Apresento o corretor mafioso, que aproxima proprietário e comprador, abstraindo do cenário negocial a empresa que lhe acolhe e oferece toda capacidade e estrutura operacional. Certamente o mais capacitado incapaz que conheço em minha profissão.

A taxa de atratividade criada para atender ao proprietário e ao comprador, em sua ação corrupta, é a redução de honorários, uma vez que o proprietário pagará ao corrupto algo entre    30% e 40% (quando muito) do que pagaria a uma empresa. O corretor sai da posição de intermediário de negócios imobiliários, para uma nova função, a de intermediário de “honorários imobiliários”.

Nessa intermediação maldosa, três partes perdem, em função do ato marginal, são elas a Empresa, o Gerente Operacional e o Corretor Opcionista (responsável pela captação do imóvel junto a empresa). 

Saibam que, nesses casos, o corretor não estrutura coisa alguma para o desfecho da negociação e é provável que nem compareça na escritura. É preciso chamar a atenção daqueles clientes que querem levar vantagem através dessa aparente oportunidade, que tal ato falho poderá acarretar também em prejuízo aos mesmos.

É provado analítica e cientificamente que quando duas partes negociam objetivos diferentes dentro de um ambiente em comum, uma das partes sairá perdendo. Alguns dos motivos desse fenômeno são:

  • Graus de necessidades diferentes.
  • Níveis emocionais distintos.
  • Capacidade de articulação maior ou menor.

Sintetizando, no caso imobiliário, uma ponta tem um produto chamado imóvel e a outra tem o dinheiro. Um dos dois demonstrará que o seu produto tem um maior valor agregado, e o lado emocionalmente mais fraco cederá. Observa-se que é uma temeridade pensar em economizar no ato de operação imobiliária, destituindo a presença da empresa que é certamente O CANAL COMPETENTE. É de suma importância ter uma empresa e um profissional que avalie a operação, deixando-a pontualmente equilibrada e garantindo a todos a devida segurança. Veja que esse corretor que faz a venda por fora por aproximação, não poderá jamais propor algo compatível aos honorários que cabem a um negócio, cuja excelência se faz imprescindível, portanto valorosa.


Acompanhe nossa série de matérias!


Próxima Matéria:
4ª Matéria da série: Corrupção no setor Imobiliário - "Exposição dos fatos: I - Tráfico de Mercadoria (parte 2)" - Dia 26/09/2017


Próxima Matéria:
6ª Matéria da série: Corrupção no setor Imobiliário  - "III - Venda por fora clássica"  Dia 03/10/2017