História do maracanã

Blog Miguez

História do maracanã

Equipe Miguez 17/10/2017 Compartilhar

O bairro do Maracanã é um dos mais famosos na região da Grande Tijuca, famoso por abrigar o estádio de mesmo nome.

O nome Maracanã vem do tupi “maraka nã”, o significado é papagaio. O nome provavelmente foi dado devido a espécies de papagaios que viviam na região do rio também chamado Maracanã, infelizmente hoje poluído.

A atual região da Grande Tijuca, onde se localiza o bairro do Maracanã, era uma grande área pantanosa na época do Brasil Colônia. O crescimento populacional e sua área urbana foram construídos acompanhando o leito do rio, canalizado ainda no ano de 1851.

No século XVIII, época em que o Rio de Janeiro era a capital do país, os bairros eram divididos em freguesias, sendo que a região da Grande Tijuca era uma das 21 freguesias ou paróquias que formavam a cidade.

Chamada de freguesia de São Francisco Xavier do Engenho Velho, a área era usada como lavoura de arroz e cacau. A freguesia abrigava as terras que hoje pertencem aos bairros do Andarai, Vila Isabel, Aldeia Campista e todos os bairros que hoje forma a Grande Tijuca.

Com o passar dos anos e a necessidade de expandir o Rio de Janeiro, foram construídos grandes palacetes (alguns existentes ainda hoje), voltados a atender a população mais rica. A Rua São Francisco Xavier, hoje uma das mais importantes do bairro, era o caminho que unia as várias chácaras e fazendas que faziam parte da freguesia.

O bairro faz divisa com outros bairros da zona norte carioca: Praça da Bandeira, Aldeia Campista, Mangueira, Vila Isabel e a Quinta da Boa Vista.

Assim como o rio e o estádio levam o nome do bairro, a avenida mais importante do local é chamada de Avenida Maracanã, uma das principais vias de acesso a um dos bairros mais importantes da região, a Tijuca.

Classificado como um bairro de classe média alta, o bairro é um misto de ruas puramente comerciais, com ruas totalmente residenciais. Devido ao famoso estádio e ao comércio local, o bairro costuma ter muito transito, principalmente porque também abriga algumas importantes empresas, como a sub-sede da Petrobrás localizada na rua General Canabarro.

Hoje o bairro faz parte da 9ª região administrativa Vila Isabel, no Rio de Janeiro. A administração cuida dos bairros do Maracanã, Tijuca, Grajaú, Vila Isabel e Andaraí. Sua população está estimada em 28 mil habitantes, vivendo em um espaço de aproximadamente 166,73 hectares. Infelizmente o bairro tem 100% de seu espaço construído, portanto não possui nenhuma área verde.


Estádio do Maracanã – Jornalista Mário Filho

O bairro sempre teve uma vertente esportiva. Foi na região onde hoje está erguido o Estádio Jornalista Mario Filho ou Estádio do Maracanã que surgiu, ainda no século 19, a primeira sociedade turfística do Rio de Janeiro.

Marco arquitetônico do bairro, o Estádio do Maracanã, Maraca para os íntimos, foi inaugurado no ano de 1950 e construído especialmente para a Copa do Mundo do mesmo ano, sediada pelo Brasil.

O nome do estádio foi Estádio do Maracanã desde o início. No final da década de 40, o vereador Carlos Lacerda queria a construção de um estádio na região de Jacarepaguá, porém o jornalista Mario Rodrigues Filho conseguiu convencer moradores e toda a opinião pública de que o estádio deveria ser construído no bairro do Maracanã, no terreno onde antes havia o antigo Derby Club. A área era um grande descampado, uma parte desabitada da cidade, usada para corridas de cavalos.

Além de conseguir a construção para a Copa do Mundo daquele ano, Mario lutou para que o estádio fosse construído como o maior do mundo, com capacidade para 150 mil espectadores.

Após a morte de Mario, tido como o maior jornalista esportivo de todos os tempos, o local foi rebatizado, levando o nome de quem lutou por sua construção: o jornalista Mario Leite Rodrigues Filho. Mario era irmão de outro jornalista famoso, o escritor Nelson Rodrigues.

Há 66 anos o local que já foi o maior estádio do mundo, vem sendo palco de grandes espetáculos, como o milésimo gol do jogador Pelé, grandes finais de campeonatos cariocas e nacionais, além de eventos esportivos internacionais como a Taça Libertadores da América, as Olimpíadas Rio 2016 e a Copa do Mundo FIFA, que voltou ao Brasil em 2014.

Além de eventos esportivos, o estádio já foi palco de grandes shows, como Ivete Sangalo, Sandy & Junior, Paul McCartney, Frank Sinatra, Sting, Tina Turner, Backstreet Boys, Coldplay, The Rolling Stones, Rush, Madonna, Kiss, Foo Fighters, Pearl Jam, entre outros.

Após diversas obras de modernização, a capacidade do estádio é de 78 838 espectadores, sendo o maior estádio do Brasil.

Rio Maracanã

O Rio Maracanã possui uma extensão que vai desde a nascente no norte da Tijuca até sua foz no canal do Mangue, um canal que alimenta a Baia de Guanabara, são 8.510 metros de aguas passando pelos bairros da Tijuca, Maracanã, Alto da Boa Vista e Santo Cristo.

Antigamente abastecia toda a freguesia do Engenho Velho, mas foi canalizado em 1851. Infelizmente, nos dias atuais o rio está praticamente todo poluído. A única parte limpa fica localizado entre a nascente e o bairro da Usina.

Por fim, a história do bairro Maracanã ainda preserva muito de seu passado, principalmente sua arquitetura original. Vale a pena visitar locais como o Palácio de Saxe e Bragança, ele foi construído no ano de 1862 por ordem de D. Pedro II, o príncipe regente do Brasil deu a ordem da construção para ser a residência de uma de suas filhas, a princesa Leopoldina de Bragança e Bourbon, atualmente o palácio está em reforma.



Titulo aqui

close